24 maio 2018

Um pai de família de Madrid consegue parar as oficinas LGTBI na escola pública de seu filho


A escola de San Isidoro não vai ensinar os cursos de igualdade para os alunos da 6ª série após as queixas de um dos pais. O pai da família considera que a neutralidade ideológica é violada, além de criticar que essa iniciativa não tenha sido votada no AMPA(Conselho de pais).
O CEIP de San Isidoro em Madri não dará finalmente uma série de atividades e oficinas de igualdade nas quais claramente o dever de neutralidade ideológica das associações de pais e escolas públicas é violado.
Isto é o que a escola aprendeu depois de ter recebido váriasqueixas de um dos pais em que ele criticou o fato de que a escola e o AMPA deram permissão para realizar tais oficinas sem ter colocado esta decisão em votação. Além disso, na carta critica "o conteúdo puramente ideológica das oficinas para ensinar e percepções que inculcar crianças com conceitos muito controversas cientificamente provado para ser falaciosa" e violar "o dever de centros de neutralidade ideológica educação apoiada com fundos públicos ".
Ao longo das alegações o pai abordou várias das questões que foram destinados para lidar nestas oficinas, mostrando a falsidade dos conceitos que são destinados a proporcionar atividades: a eliminação de papéis e estereótipos, classificação sexo-gênero, a diversidade sexual e sua visibilidade, a linguagem não-sexista e o salto semântico
Ele queria mostrar ao AMPA e à diretoria da escola o perigo de dar esse tipo de oficinas na escola, sem também ter a aprovação dos pais.
Ele queria para mostrar tanto o AMPA e à placa de escola do perigo de transmitir essas oficinas na escola, mas também ter a aprovação dos pais sem considerar o seu direito de educar seus filhos em próprias condenações, conformepublicado pela ElConfidencialDigital.com .
Para esse fim, ele explicou, por exemplo, como são essas oficinas de igualdade, narrando sua experiência em outra oficina desse tipo da qual participou. Nele, os monitores e oficiais da igualdade encorajavam as crianças a experimentar orientação sexual oposta.: "Você que se chama Manuel a partir de agora você será chamado Veronica e você terá que se comportar como uma menina. Saia do seu lugar e caminhe antes da aula como mulher, sinta-se livre "ou" Você que é Cristina, agora você será Roberto, leve Clara pela mão como se fosse marido e mulher e caminhe pela sala ", e todos isso entre aplausos e felicitações de aprovação dos monitores e colegas para que essa experiência seja feita em um ambiente de aceitação e aprovação da mudança. Assim, de acordo com esse pai, "o que eles fazem com os adolescentes é encorajá-los a acreditar que somente gays ou lésbicas conseguem obter aprovação social imediata do grupo, aproveitando a crise de identidade típica dos adolescentes".
Em Múrcia, o Ministério da Educação cancelou as atividades LGTBI que estavam sendo ministradas nas escolas sem a permissão ou conhecimento dos pais.
Esse pai queria alertar sobre esses perigos e conseguiu não realizar essas oficinas por seu conteúdo doutrinário e ideológico contra a igualdade, pelo menos por enquanto.
Com isso já são dois casos conhecidos de ter realizado essas oficinas, como recentemente, em Murcia oMinistério da Educação teve que cancelar as negociações estavamsendo ensinadas nas escolas sem a permissão ou conhecimento dos paisfamília .
A associação HazteOir.org já havia avisado desde outubro de 2016, com a publicação do livro Vocêsabe o que eles querem ensinar seu filho na escola? dos perigos deste tipo de oficinas, palestras e matérias que estão sendo ministradas nas escolas, seguindo as leis LGTBI aprovadas nas diferentes comunidades autônomas. E como resultado deste livro eles fizeram a campanha com o Ônibus da Liberdade que atravessou as ruas da Espanha. Graças a isso, agora são os pais que se colocam diante desse tsunami ideológico.


De: actuall.com

Siga-nos no Facebook. Curta essa página==>>

23 maio 2018

Quando será que a América vai fazer o mesmo? : Governo húngaro: "A Europa só pode sobreviver mantendo o cristianismo"



O VICE-PRIMEIRO MINISTRO HÚNGARO CONDICIONA A SOBREVIVÊNCIA DA EUROPA COMO CIVILIZAÇÃO À PRESERVAÇÃO E FORTALECIMENTO DO CRISTIANISMO.



Ninguém desconhece que existe um projeto - exaustivamente inventado - para privar as nações europeias de seu modo de vida tradicional. Este projeto, que nunca foi explicitado, utiliza dois meios: por um lado, o enfraquecimento dos diferentes credos cristãos; e, por outro lado, o fortalecimento da religião islâmica no continente.
Precisamente este fato tem refletido o vice- primeiro- ministro da Hungria, Zsolt Semjén, que alertou - em umaperegrinação que termina em uma vila na Transilvânia povoada por um grande número de húngaros étnicos - que o Islã é predominante na Europa, enquanto O cristianismo e as identidades nacionais definham .
Neste contexto, Semjén condicionou a sobrevivência da Europa como uma civilização de preservar e fortalecer a religião cristã: 'Esta peregrinação leva a mensagem de que a Europa só pode sobreviver se ele mantém o cristianismo e preserva a sua identidade; se as nações europeias estão orgulhosas de sua identidade (...) Um grande número de húngaros, independentemente de suas crenças religiosas, vem aqui ano após ano para se reafirmar em sua identidade nacional e em seu cristianismo cultural ”.

A missão do governo húngaro

O compromisso do governo magiar para a defesa da civilização cristã parece inegável. Assim, desde o conservador ViktorOrbán serve como primeiro-ministro, suas políticas têm sido fundada em duas básicas e não - princípios negociáveis: a sacralidade da vida humana e do valor supremo da família, célula de toda sociedade moralmente saudável.
Imediatamente após ser reeleito como primeiro-ministro, Orbán manifestou sua intenção de construir uma "democracia cristã do século 21"; um regime político que ele mesmo se opõe à "democracia liberal", cuja imposição falhou.
Antes das eleições gerais, o líder político magiar denunciava o desejo das elites de pôr fim ao ethos das nações europeias: " O maior perigo que ameaça a Europa é o silêncio indiferente das elites que estão renunciando". Raízes cristãs (...) Os líderes políticos e intelectuais europeus querem criar uma sociedade mista que mudaria a identidade cultural e étnica em uma série de gerações.
Nesse sentido, Orbán manifestou a tarefa que guiará a ação de seu governo nos próximos anos: “Para nós, a Europa é um continente cristão e gostaríamos de mantê-la assim. Mesmo que não consigamos alcançá-lo, gostaríamos de salvar a pequena porção que Deus confiou aos húngaros.
Os representantes do Magyar Executive seguem a linha dos grandes pensadores que acreditam que a gênese - e o fim - das civilizações está sempre na religião. Belloc já disse: 'A fé é a Europa. E a Europa é a fé '.


De: infovaticana.com/

Siga-nos no Facebook. Curta essa página==>>

09 maio 2018

Absurdos da ideologia de gênero: Um jovem de 'gênero fluido' quer ser a rainha das festividades de Moncada, Valência



Não se sabe o que as feministas vão pensar, mas a verdade é que os casos que surgem quase todos os dias trarão momentos hilariantes.
Desta vez, a notícia é sobre Moncada , uma cidade de Valência, onde um jovem, chamado Zero, do sexo fluido , propôs sua candidatura para rainha do baile domunicípio . A origem iniciativa parte de um grupo municipal em que "todas as senhoras registradas em Moncada" para ser parte do Tribunal de honra ou a ser nomeada como rainha do baile é incentivada.
Zero percebeu que a chamada é machista e não representa todas as pessoas e que o fez querer ocupar o trono e ser a próxima rainha dos feriados. Como muitas vezes acontece nesses casos, o conselho da cidade já tomou o lado do candidato do gênero fluido: quer ser "a primeira rainha da festa do sexo masculino".
Isso já aconteceu no esporte, onde homens transexuais participam em competições femininas e fizeram com que algumas mulheres criticassem essa fraude esportiva.
De acordo com Zero, isso ajudará outras pessoas intergêneros , "que não se identificam com quem realmente são". O que não está totalmente claro é o que as feministas pensarão disso, quando perceberem que a feminilidade, o que é sua, também é apropriada pelos homens.

A mesma coisa já aconteceu no esporte, onde homens transgêneros começaram a competir em competições femininas e fizeram com que algumas mulheres levantassem suasvozes contra essa fraude esportiva . E também em outros aspectos entre lésbicas e transexuais, já que as primeiras consideram que os transexuais as estão expropriando o papel da mulher e que sobre a feminilidade elas têm os direitos autorais , e é monopólio daquelas que têm seios e curvas.


Siga-nos no Facebook. Curta essa página==>>

04 maio 2018

CATECISMO: «…Nascido da Virgem Maria»: porque é que Maria é verdadeiramente Mãe de Deus?


.......[495] A MATERNIDADE DIVINA DE MARIA
..........[495] Chamada nos evangelhos « a Mãe de Jesus » (Jo 2, 1; 19, 25)(150), Maria é aclamada, sob o impulso do Espírito Santo e desde antes do nascimento do seu Filho, como « a Mãe do meu Senhor » (Lc 1, 43). Com efeito, Aquele que Ela concebeu como homem por obra do Espírito Santo, e que Se tornou verdadeiramente seu Filho segundo a carne, não é outro senão o Filho eterno do Pai, a segunda pessoa da Santíssima Trindade. A Igreja confessa que Maria é, verdadeiramente, Mãe de Deus (« Theotokos ») (151).

[509] Maria é verdadeiramente « Mãe de Deus », pois é a Mãe do Filho eterno de Deus feito homem que, Ele próprio, é Deus.

Maria é verdadeiramente Mãe de Deus porque é a mãe de Jesus (Jo 2,1-25). Com efeito, Aquele que foi concebido por obra do Espírito Santo e que se tornou verdadeiramente Filho de Maria é o Filho eterno de Deus Pai. É Ele mesmo Deus.

O que significa «Imaculada Conceição»?

......[487] II. ...nascido da Virgem Maria
..........[487] O que a fé católica crê, a respeito de Maria, funda-se no que crê a respeito de Cristo. Mas o que a mesma fé ensina sobre Maria esclarece, por sua vez, a sua fé em Cristo.
.......[488] A PREDESTINAÇÃO DE MARIA
..........[488] « Deus enviou o seu Filho » (GI 4, 4). Mas, para Lhe « formar um corpo » (129), quis a livre cooperação duma criatura. Para isso, desde toda a eternidade, Deus escolheu, para ser a Mãe do seu Filho, uma filha de Israel, uma jovem judia de Nazaré, na Galileia, « virgem que era noiva de um homem da casa de David, chamado José. O nome da virgem era Maria » (Lc 1, 26-27): « O Pai das misericórdias quis que a aceitação, por parte da que Ele predestinara para Mãe, precedesse a Encarnação, para que, assim como uma mulher contribuiu para a morte, também outra mulher contribuísse para a vida (130).
..........[489] Ao longo da Antiga Aliança, a missão de Maria foi preparada pela missão de santas mulheres. Logo no princípio, temos Eva; apesar da sua desobediência, ela recebe a promessa duma descendência que sairá vitoriosa do Maligno(131) e de vir a ser a mãe de todos os vivos (132). Em virtude desta promessa, Sara concebe um filho, apesar da sua idade avançada (133). Contra toda a esperança humana, Deus escolheu o que era tido por incapaz e fraco (134) para mostrar a sua fidelidade à promessa feita: Ana, a mãe de Samuel (135), Débora, Rute, Judite e Ester e muitas outras mulheres. Maria « é a primeira entre os humildes e pobres do Senhor, que confiadamente esperam e recebem a salvação de Deus. Com ela, enfim, excelsa filha de Sião, passada a longa espera da promessa, cumprem-se os tempos e inaugura-se a nova economia da salvação » (136).
.......[490] A IMACULADA CONCEIÇÃO
..........[490] Para vir a ser Mãe do Salvador, Maria « foi adornada por Deus com dons dignos de uma tão grande missão » (137). O anjo Gabriel, no momento da Anunciação, saúda-a como « cheia de graça »(138). Efectivamente, para poder dar o assentimento livre da sua fé ao anúncio da sua vocação, era necessário que Ela fosse totalmente movida pela graça de Deus.
..........[491] Ao longo dos séculos, a Igreja tomou consciência de que Maria, « cumulada de graça » por Deus (139), tinha sido redimida desde a sua conceição. É o que confessa o dogma da Imaculada Conceição, procla­mado em 1854 pelo Papa Pio IX: « Por uma graça e favor singular de Deus omnipotente e em previsão dos méritos de Jesus Cristo, Salvador do género humano, a bem-aventurada Virgem Maria foi preservada intacta de toda a mancha do pecado original no primeiro instante da sua conceição » (140).
..........[492] Este esplendor de uma « santidade de todo singular », com que foi « enriquecida desde o primeiro instante da sua conceição » (141), vem-lhe totalmente de Cristo: foi « remida dum modo mais sublime, em atenção aos méritos de seu Filho » (142). Mais que toda e qualquer outra pessoa criada, o Pai a « encheu de toda a espécie de bênçãos espirituais, nos céus, em Cristo » (Ef 1, 3). « N'Ele a escolheu antes da criação do mundo, para ser, na caridade, santa e irrepreensível na sua presença » (Ef 1, 4).

......[508] RESUMO
..........[508] Na descendência de Eva, Deus escolheu a Virgem Maria para ser a Mãe do seu Filho. « Cheia de graça », ela é « o mais excelso fruto da Redenção » (182). Desde o primeiro instante da sua conceição, ela foi totalmente preservada imune da mancha do pecado original, e permaneceu pura de todo o pecado pessoal ao longo da vida.

Deus escolheu gratuitamente Maria desde toda a eternidade para que fosse a Mãe de seu Filho: para cumprir tal missão, foi concebida imaculada. Isto significa que, pela graça de Deus e em previsão dos méritos de Jesus Cristo, Maria foi preservada do pecado original desde a sua concepção.



Siga-nos no Facebook. Curta essa página==>>